segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Tomara que eu esteja errado ! Escassez de água e energia elétrica.



Hoje quero escrever sobre o tema mais importante do momento, a grande estiagem pela qual esta passando a região Sudeste e Centro-Oeste.
A primeira coisa que nos em a cabeça quando falamos em estiagem, é a falta d´água, torneiras secas e ficar sem tomar banho neste calor. Mas não é só isso.
Escassez de água
Com níveis baixos nos reservatórios, se as chuvas esperadas não vierem esses mananciais secarão, além do banho, e da torneira da cozinha, sofrerão com a falta d´água, escolas, hospitais, creches (quem já perdeu o dia de trabalho pois o filho teve que voltar da creche por qualquer motivo, sabe o onde eu quero chegar), com menor volume de água circulando os esgotos vão ser mais densos, aumentando custos de tratamento e também o risco de transmitir doenças; com menor oferta de água animais de rua como cães gatos e pássaros utilizarão essas fontes mais contaminadas.
Empresas podem ter que dispensar seus funcionários mais cedo por não ter água disponível, e outras que dependem de água em sua linha de produção poderão até reduzir sua produção de mercadorias, elevando com isso preços e ocasionando a dispensa de trabalhadores.
Produtores rurais, principalmente de hortaliças terão menor quantidade de água para produzir alimentos,  e terão que reduzir áreas plantadas, ocasionando alta nos preços, o mesmo poderá acontecer com criadores de gado, frango e outros animais que utilizamos na alimentação.
Escassez de energia elétrica
Lembram do apagão de 2001? Pois é, foi quando comecei a pensar em maneiras alternativas de me suprir. O nível dos reservatórios da região sudeste e Centro Oeste hoje, é menor do que no ano de 2001, quando houve um racionamento de energia no país, não entro em questões políticas e não consigo compreender como o governo ainda não utilizou essa mesma medida para poupar os reservatórios. O governo tomou sim medidas para poupar esses reservatórios, foram ligadas todas as usinas térmicas do país, as quais geram energia em plena potência e com essa medida os reservatórios do sudeste e centro oeste estão sendo poupados. Apenas relembrando o sudeste e centro oeste geram aproximadamente 70% da energia consumida no país e gerar energia por meio de usinas térmicas é muito mais caro. Não se preocupem, o governo pensou nisso e o BNDES financiou esse custo adicional e vamos pagar por isso a partir de fevereiro.
Se não tivermos chuvas todo esse sistema poderá entrar em colapso e mais uma vez além de luzes apagadas e banhos frios (acho que não devemos nos preocupar com isso, pois não vai ter água mesmo), teremos queda de produção industrial por falta de energia nas indústrias e novamente ou simultaneamente aumento de preços e dispensa de trabalhadores.

Neste ponto sobrevivencialista, eu volto ao início do post. Tomara que eu esteja errado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário